terça-feira, 18 de novembro de 2014

Professor da academia

[18/11/14 17:28:52]
Ele veio e vesti um micro short com o elástico do jocks aparente e um bracelete de couro no punho.
Ele chegou e ja logo me pediu para mostrar o aparelho de ginástica e logo percebeu que eu não queria aula nenhuma
Queria mesmo era mamar
Depois de falarmos um pouco andando em direção ao aparelho notei que ele estava um pouco inibido.
Perguntei para ele se os exercícios do livreto que veio anexo ao aparelho estava bom ou se ele indicava algo a mais.
Ele falou que estava bom e começou a falar do apartamento e quantos quartos tinham.
Sai com ele pelo apartamento e mostrando os quartos e em cujo um deles deixei de propósito um sachê de gel e camisinha.
Quando chegou na sala ele sentou e logo pensei em mostrar para ele o aditivo que estava tomando para fazer a ginástica.
Fiz ele levantar e mostrei o suplemento que estava usando.
Ele falou que estava ótimo também, dando a entender que ele queria logo ir ao assunto, sentando novamente na cadeira e abrindo bem as pernas.
Sentei e abri bem as pernas também e olhando sempre para as dele. Na conversa ele pergunta na lata se eu gostava de homem ou de mulher.
Já respondi na lata também que eu gostaria de dar uma mamada num pau. Enquanto acariciava sua perna entrando com os dedos na abertura do short até acariciar de leve sua virilha até chegar ao saco.
Pedi então que ele se levantasse e abaixasse o short para eu mamar.
Ele de pronto me atendeu e deixou a pica a mostra para eu mamar.
Ele tem o corpo maravilhoso e deixou-se relaxar ficando com o pau bem duro.
Mamei muito até que ele me pede uma enrabada. Não pediu pela segunda vez e o catei pelo braço e o levei até o quarto onde tinha a camisinha e o gel.
Ele me fedeu e depois me perguntou se eu queria leite na cara. Balancei a cabeça num gesto afirmativo indicando que eu queria leite.
Comecei a mamar seu cacete e depois de várias linguadas, deixei que seu pau entrasse na minha garganta e deixei que o macho me banhasse por dentro. Senti seu leite descer na minha garganta.



Nenhum comentário: